11.10.07

o teu espaço dura(s)



Sophie Gotti

O dia de hoje não amanheceu e não há o menor sopro no alto das florestas ou nos campos, nos vales. Não se sabe se é o verão ainda ou o fim do verão ou uma estação mentirosa, indecisa, horrível, sem nome.

Já não te amo como no primeiro dia. Já não te amo.


Gosto muito de Marguerite Duras mas, de momento, dificilmente conseguiria escrever tantas e tamanhas mentiras.

12 comentários:

Dalaila disse...

Margarite Duras.... dura sempre na memórias de quem a lê.... mentiras, é verdade, mas no imaginário tudo é possivel, no país dos sonhos...

nana disse...

há quem escreve como quem deseja... por maior a dor da mentira.

margarida f. disse...

:) são assim, às vezes, as margaridas...

Vanessa disse...

:D

Andreia Ferreira disse...

Mentiras que vão sendo as máscaras de todos os dias.. E o espaço vai durando, sim... (E queria dizer alguma coisa sobre o teu título.. Mas ele esmaga-me)

Beijinho!

un dress disse...

.ainda.

ainda beM...

*

*

Plum disse...

:)!***
Bom fim de semana!***

eyes shut & what's keeping you awake? disse...

as imagens são maravilhosas.

a Marguerite Duras é-o também, mas é muito bom quando palavras destas não cabem dentro dos nossos dias.


_______________________________*

eyes shut & what's keeping you awake? disse...

ah, e que título...*

:)

Letras de Babel disse...

ainda bem, como diz a un dress.


eu conseguiria. minto, aliás, cada vez melhor...

corpo visível disse...

.
e no entanto...
.
a duras comove-me sempre. sempre.
.

Chloé disse...

Mentiras ou sensações de quando estamos perdidos...perdidos de termos perdido o nosso amor! O tempo não passa, os dias confundem-se...é uma altura "mentirosa, indecisa, horrivel, sem nome". Gosto muito do teu blog, parabéns. Fica um convite aberto ao meu www.sem--censuras.blogspot.com