5.8.07

ser pessoa : um espaço em crescimento




Umas vezes sem barulho, atrás dos dias, como quem estende os braços devagar...
Outras vezes o tempo nem conta, há apenas um ardor no peito e uma imensa explosão!


4 comentários:

eyes shut disse...

será que as flores explodem o seu ardor no peito a cada abrir de pétalas...? será que as árvores abraçam outras árvores devagar...?

r.e. disse...

um requinte da consciência, este teu espaço imenso. abraço. J.

Dalaila disse...

É o tempo que nos cabe,
entre a abertura das pétalas
e o golpe nas árvores... até que chega a chuva...

blá blá blá disse...

são os ciclos brandura versus dinamite.. a calma vs intensidade..um espaço vs crescimento..
bonito o teu espaço!
ainda bem que gostaste do blog numa versão mais "light", a kerubina é "um espaço em crecimento"