18.8.09

O espaço da fonte de cada um de nós


Pat Brassington


Eu não entendo bem, mas é comigo
que fala aquela fonte;


Gastão Cruz

2 comentários:

Sereia* disse...

Que belo post!

Na verdade, a água fala-nos com frequência, sim.
E também é verdade que nem sempre conseguimos entender a sua voz.

E eu falo por mim, que sou suspeita. Ouço a água, embalo-me e adormeço no seu sibilar, no seu marulhar. Muitas vezes sonho com frases ou palavras.

Belo espaço aqui partilhado*

dora disse...

;)