5.3.08

Um espaço sobre a capacidade de arriscar


Gwendolyn Kraehenfuss

A pomba, que por medo do gavião, se recusasse a sair do ninho, já se teria perdido no próprio acto de fugir do gavião. Porque o medo lhe teria roubado aquilo que de mais precioso existe num pássaro: o voo. Quem, por medo do terrível, prefere o caminho prudente de fugir do risco, já nesse acto estará morto. Porque o medo lhe terá roubado aquilo que de mais precioso existe na vida humana: a capacidade de se arriscar para viver o que se ama.

Rubem Alves

É desta capacidade que arrancam os grandes passos! Ou melhor, voos!

5 comentários:

un dress disse...

tão mais e mais rara

a verdade de ser.amar



~

angela disse...

ter a coragem de não ter medo de seguir

Dalaila disse...

arrisca, ri, risca e viva!

MAR disse...

"viver o que se ama" é positivamente estimulante.

fernanda f disse...

Belo