15.2.08

Espaço frágil


?

Tenho andado pelo branco.
Neste momento, ainda em transformações, com a sensação cada vez maior de que voltarei às cores e à imagem que identificavam este blog.
Apesar disso, mantenho-me pelo menos mais uns tempos assim e, neste post, radicalizo a alvura por quase todo o espaço com a intenção de reflectir o universo da fragilidade. Clareando tudo até que mal se consiga ver, mesmo correndo o risco de que se desista do esforço que pede a leitura.
Também assim é muitas vezes a fragilidade, de difícil percepção.
Quero, no entanto, apresentá-la como algo que não considero negativo mas, como algo que faz parte da nossa condição e que nos permite reconhecer que somos seres em falta. Cuja consciência e experiência de debilidade e carência, pode ser por si, impulso provocatório de aprendizagem e evolução.
Mais, ainda que em diferentes graus, parece-me que só quem foi em algum momento atravessado no peito/planície por seis mil búfalos em velocidade ou tenha sido mergulhado na escuridão solitária de águas profundas, pode crescer. Só quem tirou partido de já ter sido teia exposta até ao vento ou folha de outono em despedida a descolar de um ramo seguro, pode bem caminhar.
Só tem coragem quem tem medo e só pode ter força quem vive a fragilidade.
É ela que nos abre o reino das possibilidades e, enfim, com as legítimas dúvidas sobre isto tudo, é essa assunção que pode permitir os nossos avanços.

9 comentários:

Dalaila disse...

impossivel não te ler até ao fim, mesmo com dificuldade e destorcida a vista...

a fragilidade que se caminhaq e fortalece, as tuas palavras sinto-as como minhas.

bem hajas

Vanessa disse...

Fez-me tãoooo bem ler isto. Obrigada. :)

*

margarida disse...

Tens aqui mais duas mãos para te ajudarem a coser as vestes. Tens o branco na alma e a luz no coração. Qualquer cor que vistas parecer-me-ás sempre divino.

angela disse...

guardo este post.
como se ele fosse/é
6.000 búfalos à desfilada

~pi disse...

como orvalho.............

Anónimo disse...

Os anjos lêem branco no branco...

dora disse...

"Espaço fortíssimo"

Cometa 2000 disse...

a fragilidade como arranque e avanço...

obrigado pela companhia. gostei de ler os comentários...

:)

Momentos disse...

Não é facil encontrar alguém tão sensivel sem ser melodramático :-) Parabéns pela força, pela coragem, pelo optimisto...por guiar a sua vida/pensamentos desta forma! Beijo!