9.7.07

um espaço às vezes complexo


11 comentários:

Abbie disse...

Pensar em demasia torna quase tudo complexo. Antes sentir. Muito sentir, e tudo mais simples.

Cometa 2000 disse...

abbie... será possível separar a cabeça do coração?

Vertigo disse...

eu concordo com a abbie,pensar demasiado complica..mas,como tu,pergunto eu,se algum dia conseguirei separar a cabeça do coração...contradições inquietas..bahh

Luis Enrique disse...

Os espaços estão dentro...o resto são projeçoes.

Abraço

Vanessa disse...

Não acredito que queiramos separar a cabeça do coração... Não podemos ser uma coisa ou outra. Somos as duas. :)

Abbie disse...

Separar, não consigo... :) Mas deixar que seja o sentir a ocupar um lugar cimeiro, isso vou tentando. (Tentando). :)

Teresa Duraes disse...

não diria 'às vezes' :)

vejo a resposta que deste à abbie e penso como tu. não somos todos iguais, uns pensam muito, outros nem por isso. respeitemo-nos antes.

um dia de cada vez talvez a complexidade diminua

Ana disse...

Questões interessantes e recorrenes, abbie e cometa2000! Sinto que muitas vezes não consigo remover a complexidade inerente a muitos temas e situações (muitos acreditam ser um espaço feminino... não acredito nisso, será universal com o rasto dos cometas). Penso que existe algo de belo em simplificar a complexidade dos espaços e complicar as linhas rectas da vida. Gosto do lado minimal da bie e a um mesmo tempo d floreado que a conexão cérebro-emoção me proporcionam.

magarça disse...

E onde muitas vezes ficamos sós, às voltas com perguntas sem resposta..

Cometa 2000 disse...

o rumo que este post tão simples tomou... obrigado.

e ana, que excelente acrescento às palavras de todos.

um dia destes passo a pensar com o coração e a sentir com a cabeça... acredito que possa resultar...

:)

Deborah Harry disse...

Se estamos a falar de um quarto e da vivência de um casal, podes crer "muuuito complexo". Devia ser mais simples.