25.7.07

um espaço para macacadas

Um macaco passeava-se à beira de um rio, quando viu um peixe dentro de água. Como não conhecia aquele animal, pensou que estava a afogar-se. Conseguiu apanhá-lo e ficou muito contente quando o viu aos pulos, preso nos seus dedos, achando que aqueles saltos eram sinais de uma grande alegria por ter sido salvo. Pouco depois, quando o peixe parou de se mexer e o macaco percebeu que estava morto, comentou - que pena eu não ter chegado mais cedo.

Mia Couto

6 comentários:

eyes shut disse...

tive que sorrir, não aguentei... embora esteja cheia de pena de um peixe que só existe num livro...
acho que sou como as crianças.
e a frase do macaco no fim... que ternura. ternura. ternura.

Cometa 2000 disse...

eyes suht :) tens razão, a frase final é carinhosa, e cheia de boas intenções. infelizmente é também cheia de falta de cabeça...

imagina que me lembrei deste texto a pensar na cooperação internacional. em como os ditos países desenvolvidos dão a sua ajuda tantas vezes sem serem capazes de olhar outras realidades, de um modo desadequado e ineficaz. nos disparates que se cometem...

pensei também que o texto entra no nosso dia a dia e na nossa cegueira para com as reais necessidades daqueles com quem vivemos. assentes no olhar para o próprio umbigo...

:) fazemos muitas macacadas.

eyes shut disse...

é tão verdade o que dizes.
o Mundo seria um lugar feito de colo se não fizéssemos "macacadas" altamente primitivas, egoístas e negligentes.
espero pelo dia em que o mundo se vista de paz e alegria...*

Palhaço Voador disse...

Excelente. Como sempre. É sempre bom vir aqui e encontrar o essencial. Um abraço :0)

Cientista disse...

O Mia Couto é um artista. Está lindo este excerto!

Libelinha* disse...

=')
OH, poderia ter sido o início de uma grande amizade!