26.7.07

essencial : espaço sobre a liberdade


?

O mais livre de todos os homens é aquele que consegue ser livre na própria escravidão.

François Fénelon

Os Homens não o podem Ser se não forem livres.

Salvador Espriu

A liberdade custa muito caro e temos ou de nos resignarmos a viver sem ela ou de nos decidirmos a pagar o seu preço.

José Martí


Será liberdade fazer só o que nos apetece?


13 comentários:

eyes shut disse...

esta fotografia é maravilhosa!

realmente, há frases para tudo, teorias para tudo, no fundo, explicam-nos tudo, como tudo funciona ou devia funcionar. como é suposto viver ou o que a vida deve ser. confesso que nunca gostei de teorias que ensinam a viver a vida. porque ela é irrepetível. singulare. nossa.

vejo muitas pessoas associarem liberdade a uma espécie de libertação de tudo, esse fazer só o que nos apetece. eu sinto-a como a possibilidade de existir à minha maneira. nem que isso se traduza, em última análise, em escolher "prender-me" a uma coisa ou um alguém. a minha liberdade tem este quê de paradoxal. não sei ser livre dos outros. nem quero a liberdade de não pertencer. a minha liberdade tem que ter raízes fundas...

eyes shut disse...

(singular não tem "e", toda a gente sabe, mas eu tenho uma pancada com letrinhas... :)

blá blá blá disse...

liberdade é fazer o q nos apetece na medida do q temos direito

Abbie disse...

Ninguém consegue aprisionar uma mente que é livre.

Ser livre vai muito além daquilo que me apetece. Chega até ao que não me apetece mesmo nada e abre-lhe a porta para que consiga sair, quando quiser.

CNS disse...

E o que apetece aos outros? Aqueles outros que amamos e que têm esse hábito de serem tão diferentes de nós?

alexandre inácio disse...

Não existe autêntica liberdade em co-existência. Alcancei esta percepção ainda bastante novo. Encontrei, também, quem o soubesse explicar melhor que eu:

"A liberdade é a possibilidade do isolamento. És livre se podes afastar-te dos homens, sem que te obrigue a procurá-los a necessidade do dinheiro, ou a necessidade gregária, ou o amor, ou a glória, ou a curiosidade, que no silêncio e na solidão não podem ter alimento. Se te é impossível viver só, nasceste escravo."

[F. Pessoa, in "Livro do Desassossego]

Portanto, discutir se existe liberdade ou não em meio gregário é, desde o início, uma discussão falhada. Formulo: quantas pessoas existem que são livres?, que são si-próprias?, ou seja, que não reagem ao outro? (reacção é igual a escravatura na resposta). É condição humana ser-se escravo - não há mal nenhum em admitir a premissa intemporal. Ilusão é viver convicto do contrário.

Rhiannon disse...

Parabéns pela foto, uma janela aberta - a liberdade de voar.

Não o que me apetece, mas aquilo porque opto, estou no exercício da minha liberdade.

a disse...

gosto muito das escolhas que colocas neste espaço :)

Plum disse...

Olá!!!Obrigado pela visita á terra da magia!Gostei bastante do teu blog!
Os pensamentos são livres!!!***

gin tonic disse...

livre, livre, acreditar que é possível sê-lo. até onde sejamos capaz de imaginar, de imaginar-nos. a liberdade pode acontecer quando capazes de acreditar nela.

Vanessa disse...

Que imagem tãooooo bonita...

Ninas disse...

Era bom que fosse ..

Cometa 2000 disse...

fazem-me pensar os comentários que aparecem. acrescentam muito. são fundos e tão diferentes. obrigado.

fico-me com a liberdade como a escolha dentro do possível. de que vai "muito mais além do que me apetece". dessa diferença entre o querer profundo com critério (que pode nem me dar prazer) e o apetite fugaz.

com a liberdade que é relacional. aquela que se é libertadora para mim terá de ser necessariamente libertadora para os outros. mesmo que doa.

com a liberdade que já existe mas claramente incompleta. aquela que diz que vamos sendo livres. vamos sendo. vamos sendo. podemos ser cada vez mais. esse caminho...