16.6.07

um espaço sobre não poder parar


Catia Chien

O importante é não parar enquanto esperamos para decidir. Já não sou rapariguinha nenhuma. Tinhas razão naquilo que disseste sobre não entrar em greve outra vez. Apesar do meu medo, e de tudo o que fiz de errado, e de todos os meus graves defeitos, tenho é de não parar de andar.

Richard Zimmler In "À Procura de Sana"

10 comentários:

petroy disse...

apaziguador ... este blogue de sentidos e cometas ...

Teresa Durães disse...

penso que há várias maneiras de enfrentar e outras de fuga. Para a frente pode ser sempre uma fuga. Para não pensar. A não decisão consome. A nós e a quem nos rodeia, tal efeito de borboleta. Eu acredito em paragens. Mas o tempo, não o dado pelos relógios, o outro, é o mais difícil de acertar. E errando nesse pode-se perder muito da vida.

bom fim-de-semana

Vanessa disse...

Tanta coisa acertada que por aqui vejo...

*

Luciana Melo disse...

Olá moço... depois de ler-te no Sincronicidade, deu-me vontade de saber de tuas letras... encantou-me este teu espaço.
Esse post veio dialogar comigo de forma direta e contundente. Sim, é pra frente que se anda, mas o pra frente, graças a Deus, permite-nos as pausas tão necessárias para digerir o que deglutimos mesmo que sem muita vontade.
Abraços.

Cometa 2000 disse...

petroy, bem-vindo.

teresa, tens toda a razão.também acredito em paragens. são elas que sustentam e impulsionam as grandes decisões. no contexto do livro é alguém que pára por um tempo excessivo. para tudo!
como quando nos acontece algo muito duro e grave e, não somos capazes de decidir logo. ou melhor, quando não devemos fazer grandes mudanças porque estamos demasiado mal para ajuizar correctamente. o tal tempo de luto...
aí, talvez seja melhor seguir para a frente, no quotidiano, dia a dia. esperar activamente melhores tempos para então parar, decidir e agir. não?

vanessa, obigado pelas tuas visitas. gosto de te ver por aqui. bom fim de semana. :)

olá luciana moça. para a frente, pausas, paragens, decisões,... realmente importante é estarmos atentos ao que necessitamos em cada momento.

acho eu... :)

Teresa Durães disse...

sim, concordo. Este livro do Zimmler não li.

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

***

Abbie disse...

Parar, para respirar e poder seguir melhor. :)

starfish disse...

http://whispering-wishes.blogspot.com/2006/11/quoting-just-keep-walking.html

tb a mim me fez pensar**

starfish disse...

http://whispering-wishes.blogspot.
com/2006/11/quoting-just-keep-walking.html


sorry, agora sim :)