13.6.07

que espaço escolher?


Ludwig Danner

Diz a esperança: um dia
vê-la-ás, se bem esperas.
E diz a desesperança:
uma amargura é só ela.
Bate, coração... Nem tudo
foi tragado pela terra.

António Machado

14 comentários:

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

o azul...*

ana disse...

quem espera desespera ou quem espera sempre alcança?

musalia disse...

ana, ocorreu-me essa reflexão. a mim parece-me mias: quem espera desespera (nem sempre, ou raramente se alcaça o que se deeja)

Az disse...

dar lugar à esperança. por muito que se desespere é de cor o olhar.

isabel disse...

água... para a esperança, água. e misturar-nos-emos com tudo o resto!

parole disse...

Mais uma antítese da vida ...
Eu gosto de esperar mas ainda não aprendi a fazê-lo bem.
Muito bonito o post!

Abbie disse...

Se no espaço verde, desesperado, encontrar sorrisos para - rapidamente - passar para o da esquerda, azul radioso. Bate coração.

starfish disse...

está difícil a escolha.
impressionante como há dias em q é tão óbvio. mas esta fase n tem sido assim.
o copo tão assumidamente meio cheio, tem se tornado meio vazio.. infelizmente.

(a imagem como é hábito, mt boa)

Rainha das cores disse...

starfish...vamos juntas?

Vanessa disse...

The grass is always greener on the other side.

Se calhar é preciso regá-la mais vezes, não?

Beijinhos*

Ana Rita disse...

é como o amor e o desamor (...)

Afonso disse...

Simplesmente belo. Escolho o azul.

Até breve . . .

Teresa Durães disse...

sempre acreditei que no meio de tudo está a palavra certa. nem a esperança nem a desesperança mas ambas para que se tenha o conceito de vida

Anaphylaxxya disse...

Tenho outra versão da tradução desse poema. Qual é a mais verossímil? Não sei. Postei no meu blog a versão que eu tenho. Você sabe o título dele?