13.5.08

Até ao último espaço.


Egon Schiele (pormenor)

Mas há a vida
que é para ser
intensamente vivida, há o amor.

Que tem que ser vivido
até a última gota.
Sem nenhum medo.
Não mata.

Clarice Lispector

8 comentários:

pedroludgero disse...

Belo blogue (e que bem me soube dizer isto...)

un dress disse...

não mata...

alguns sabem outros

não.






beijO

angela disse...

vou lembrar.me disso

L. disse...

não mata mas descolora

Asa Leve disse...

quanta sensibilidade em todos os espaços que em ti habitam. o meu, entre o chão e profundidade. Gosto de voar, com e pelo amor.*

corpo visível disse...

.
às vezes mata, mas isso são pormenores.
.
e o egon schiele? oh la la.
.

number disse...

If im in the situation of the owner of this blog. I dont know how to post this kind of topic. he has a nice idea.

Momentos disse...

Mas fere...mas também apesar de mais uma ferida faz-nos ver que a fonte do amor é inesgotável...acreditamos ou queremos sempre acreditar nele!