8.4.08

O princípio no espaço de agora


?

Ao princípio era a luz, depois o céu
azul porque a luz se embebe
nas camadas de ar que olhamos.
Ao princípio era a Paixão e engendrou
do seu sangue os animais, da sua
Cruz as plantas. Era, ao princípio,
o animal-vegetal minúsculo, oculto
no Paraíso, mas omnipresente
desde o ante-princípio. E da argila
ou da terra adâmica formou-se a Natureza
e o Homem, banhados pela luz
que recortou linhas e volumes vagos.
Ao princípio era o martírio
e a bênção daquele que trabalha
o seu corpo e o seu pão de sol a sol.
E os frutos fulguraram nessa luz
quando as águas se apartaram
e o mar, até hoje, quebra e requebra a onda
para eu ouvir o som do início.

Fiama Hasse Pais Brandão

4 comentários:

Dalaila disse...

o príncipio que passe ao princpio do sempre

Por entre o luar disse...

O principio de tudo, que não queremos que tenho fim:) apenas que morre para renascer:P

Beijinhos grandes e sorrisinho*

~pi disse...

som

som que se abra.

infinitamente! :)

john disse...

If im in the situation of the owner of this blog. I dont know how to post this kind of topic. he has a nice idea.