7.11.07

espaço : a vida responsável



Pipilotti Rist


Conduzir mas sem ter um acidente,
comprar massas e desodorizantes
e cortar as unhas às minhas filhas.
Madrugar outra vez e ter cuidado
em não dizer inconveniências,
esmerar-me na prosa de umas folhas
e estou-me nas tintas para elas,
retocar de vermelho cada face.
Lembrar-me da consulta ao pediatra,
responder ao correio, estender roupa,
declarar rendimentos, ler uns livros,
fazer umas chamadas telefónicas.
Bem gostaria de me dar ao luxo
de ter o tempo todo que quisesse
para fazer só coisas esquisitas,
coisas desnecessárias, prescindíveis
e, sobretudo, inúteis e patetas.
Por exemplo, amar-te com loucura.

Amalia Bautista

7 comentários:

nana disse...

só um exemplo....


..



x

un dress disse...

beleza de dizer.

...fios de dias...

musalia disse...

tão preescindíveis que nos afeiçoamos a elas...
:)

Andreia Ferreira disse...

Sejamos todos irresponsáveis!

.... :)

Dalaila disse...

em qualquer espaço
em qualquer tempo
há tanto mais....

e também amar-te loucamente

e

mais

awake disse...

________________________________*

Letras de Babel disse...

salta e ri e dói
o último verso
maior que todos os outros...