1.3.07

espaço outra vez belo

meu único país é sempre onde estou bem

mesmo que não conheças nem o mês nem o lugar
caminha para o mar pelo verão

aqui eu fui feliz aqui fui terra
aqui fui tudo quanto em mim se encerra
aqui me senti bem aqui o vento veio
aqui gostei de gente e tive mãe
em cada árvore e até em cada folha

e eu chego e sento-me ao lado
da primavera


Ruy Belo, excertos de vários poemas

2 comentários:

ana disse...

o ruy belo escrevia com a pureza de uma manhã cristalina. é encantador!

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

***